• (11) 99385-0963
  • contato@psicologabrancafrias.com.br
22
Setembro

A origem do Setembro Amarelo

O Setembro Amarelo é uma campanha que tem a finalidade de conscientizar sobre um grave problema mundial que é o Suicidio. Cerca de 12 mil suicídios são registrados todos os anos no Brasil e mais de 1 milhão no mundo. Para se ter uma ideia comparativa, a taxa de mortalidade do Covid-19 no mundo está em 961.656. O suicídio acontece diariamente, semanalmente e anualmente em todo o mundo.

Vamos falar um pouco sobre a origem do Setembro Amarelo e todo esse movimento de conscientização contra suicídio que começou com a história de Mike Emme, nos Estados Unidos. Ele era conhecido por sua personalidade carinhosa e habilidade mecânica, que possuía um Mustang 68 amarelo, restaurado e pintado por ele. 
 
Infelizmente quando tinha 17 anos, em 1994, Mike cometeu suicídio, sem que ninguém tivesse percebido qualquer indício. Inconformados com o ocorrido, no funeral, os amigos montaram uma cesta de cartões e fitas amarelas com a mensagem: “Se precisar, peça ajuda”. A ação ganhou grandes proporções e expandiu-se pelo país.
 
Diversos jovens passaram a utilizar cartões amarelos para pedir ajuda a pessoas próximas. A fita amarela foi escolhida como símbolo do programa que incentiva aqueles que têm pensamentos suicidas a buscarem ajuda.
 
Em 2003, a Organização Mundial da Saúde (OMS) instituiu o dia 10 de setembro para ser o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio. O amarelo do Mustang de Mike é a cor escolhida para representar essa campanha.
 
Já no Brasil, em 2015, foi criado o  projeto que é um trabalho em conjunto do CVV (Centro de Valorização da Vida), CFM (Conselho Federal de Medicina) e ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria), com a proposta de associar a cor ao mês que marca o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio (10 de setembro).
 
Os índices crescentes de suicídios nas últimas décadas alertam sobre a importância de falar sobre o assunto. Temos que derrubar os tabus e falar, orientar, alertar para a gravidade. Muito pode ser feito.
A tentativa de suicídio pode acontecer entre pessoas de qualquer faixa etária, gênero ou classe social. Porém, alguns fatores podem ampliar o risco.
Por aqui, penso ser importante estar atento aos fatores de risco que são:
 
1. Portadores de transtornos mentais como depressão, transtorno bipolar, esquizofrenias
2. Abuso de drogas ou álcool
3. Pessoas acima de 65 anos que podem desesperançar-se por conta da aposentadoria, a perda de entes queridos, sensação de solidão e o envelhecer
4. Graves problemas financeiros
 
É importante desmistificar que nem sempre quem avisa que vai se matar está blefando ou querendo chamar atenção. Atentar para um pedido de socorro para alguém que está desesperançado da vida.
 
No meu canal do Youtube fiz um vídeo sobre os Mitos e Verdades e algumas reflexões sobre o tema. Para assistir clique aqui.

Leia também

Vamos conversar?