• (11) 99385-0963
  • contato@psicologabrancafrias.com.br
11
Janeiro

Amizade - Entrevista concedida a Revista do Colégio São Judas Tadeu

Qual o princípio de uma grande amizade?

Branca Frias: A amizade se define por um relacionamento entre pessoas que envolve o conhecimento mútuo e a afeição, além de lealdade. Neste aspecto, pode-se dizer que uma relação entre pais e filhos, irmãos, também possa ser uma relação de amizade, embora não necessariamente.
Carl Rogers afirma que a amizade "é a aceitação de cada um como realmente ele é"! 
Assim o princípio de uma amizade é a possibilidade de verdadeiras trocas afetivas, onde estejam implícitos o conhecimento mútuo e a aceitação.

Fale da importância de ter amigos e ser amigo.

(Englobando todas as fases da vida humana)
Branca Frias: Percebemos que nas fases iniciais do desenvolvimento humano, a criança ainda não tem essa característica desenvolvida, ela ainda é egocêntrica, acha que o mundo é uma extensão de si. Aos poucos, esse olhar vai se ampliando, as relações passam a ser mais amplas, começa a perceber sutilmente as diferenças e que também ocupa um espaço, portanto tem que aprender a dividi-lo. Nessa fase processo de identificação é que fala mais alto.
Com o passar dos anos esse processo vai se ampliando e as escolhas passam a ser não só por identificação, mas por projeções, por afinidades e até por aversões!!...quantas amizades não começaram após períodos de turbulência e que à medida que foram se conhecendo foi solidificando uma relação?

Que benefícios existem nos laços de amizade?

Branca Frias: Jacob Moreno, criador da técnica psicodramática, já afirmava que quando nascemos, alguém (no caso os pais) já nos dava pistas sobre quem somos e a partir daí vamos desenvolvendo nossa personalidade, e estas trocas vão persistindo ao longo de toda nossa vida.
Assim, é através da amizade que eu me desdobro e descubro outros mundos internos! que percebo o quanto meu comportamento pode interferir no outro e vice versa, o quanto posso ajudar a mudar o mundo para um lugar melhor de se viver...

Quais cuidados se devem ter para uma amizade saudável?

Branca Frias: Primeiramente o auto conhecimento é importante, pois é a partir daí que sou capaz de escolher pessoas que agreguem valor a minha vida, portanto mais saudáveis.

Muitas vezes posso procurar no outro uma complementação de características que não possuo e aí espero que esse “outro” o seja. A amizade não fica fluida, fica baseada em mecanismos compensatórios inconscientes muito distante da realidade...

Ser amigo não é ser o que o outro quer que eu seja, é aceitar o outro como ele é.
Ciúmes, não devem ocorrer numa amizade, o afeto criado e compartilhado é maior que qualquer outra coisa e este amigo deve ser livre para estar com quem quiser, fazer o que quiser na hora que quiser, assim como você.
Portanto o auto conhecimento é fator fundamental para uma amizade saudável.

Como lidar com a distância dos amigos ao mudar de cidade?

Branca Frias:A música de Milton Nascimento já define bem: 
“Amigo é coisa pra se guardar do lado esquerdo do peito.... mesmo que o tempo e a distância digam não.....”
A verdadeira amizade continua independente da distância, pois estamos falando de afeto, de relações mais profundas, de trocas que são altamente significativas, portanto, o fato de não estar presente fisicamente não diminui a carga simbólica que ela representa, vai continuar existindo apesar e de onde se encontrem...

Qual a atenção os pais devem ter ao trocar os filhos de escola, levando em consideração as amizades da criança?

Branca Frias: Penso que os critérios para uma troca de escola, devam ser puramente pedagógicos, pois existem outras questões em jogo. De qualquer forma os amigos vão continuar por perto os pais podem organizar encontros em sua casa, permitir que os filhos visitem esses amigos e as próprias redes sociais se encarregam de manter a chama acesa. Não vejo essa ruptura como necessariamente algo ruim, ao contrário pode acabar ampliando a rede de conhecimento entre eles, mesclar os colegas de outras escolas é muito saudável.

O indivíduo que possui o sentimento de isolamento social é um fator preocupante? Por quê?

Branca Frias: Um dos critérios diagnósticos para se verificar se existe algum transtorno emocional é justamente o isolamento. Algumas doenças como a esquizofrenia, por exemplo, são marcadas por esse aspecto.
É claro, não precisa ser tão grave, pode indicar também uma timidez mórbida, uma auto imagem distorcida etc, que pode ser tratada com bons resultados pela psicologia.

A realidade do mundo pós-moderno tem dificultado e influenciado nas amizades? (Como por exemplo, a falta de confiança devido a criminalidade, as pessoas que não conversam nem com o próprio vizinho etc.)

Branca Frias: O ritmo da sociedade atual não tem permitido um aprofundamento maior nas relações, tudo acontece de uma maneira muito rápida, as mudanças sociais que antes demoravam 50 anos para acontecer, hoje em 2 anos já ocorrem. Veja seu celular, a cada mês novas linhas aparecem e você fica com um aparelho desatualizado.
O consumismo é algo que está sendo muito disseminado, hoje vale mais ter dinheiro do que ter ética, tendo dinheiro até a ética se compra...(em alguns casos, é claro).

As relações assim, estão se estabelecendo de uma maneira muito superficializada. Tudo é muito “fast”.

A internet, por meio das mídias sociais, trouxe uma nova forma de amizade, a virtual. Este tipo de amizade também é benéfico?

Branca Frias: Apesar de nos encontrarmos num mundo globalizado, onde as distancias praticamente não existem, ainda percebo um grande índice de pessoas que se queixam de solidão.
Ficamos praticamente o dia todo conectados com uma imagem, com letras, mas não com a presença física de alguém.  Hoje você pode criar um personagem e se relacionar através dele (fake), mas nada supre o olhar, o toque, o poder chorar e rir junto, poder viver o sentimento propriamente dito com alguém, principalmente com um amigo.
Apesar de tudo ainda padecemos de um vazio existencial!
 
(definição de amizade: Wikipedia)
 

Leia também

18
Dezembro

Ano Novo. Vida Nova?

Esta época do ano se tornou um período para balanços de vida, e estabelecimento de metas... as tão famosas promessas de fim de ano!

22
Setembro

A origem do Setembro Amarelo

Vamos falar um pouco sobre a origem do Setembro Amarelo e todo esse movimento de conscientização contra suicídio que começou com a história de Mike Emme, nos Estados Unidos. Ele era conhecido por sua

Vamos conversar?